Keblinger

Keblinger

A Tua Presença

Vem, me pega de mansinho
Vem por baixo
Devagarinho...
Sai do meio das flores
Me surpreende
Me ergue alto.
Quando eu menos esperar.
Me faça rir
Me faça amar.
Me toma em tuas mãos
Que eu sinta forte
A tua presença
O teu querer...
E não a tua morte
Ou o meu sofrer.
Se faça sempre presente
Para que eu possa sempre te sentir
Para que ao menor toque
Eu venha a florir.

Carolina Salcides
06.10.05

4 comentários:

  1. Olá, gostei muito dos seus poemas. É muito interessante a forma que você coloca seus sentimentos nas palavras. Parabéns.
    Never let go of that fiery sadness called desire.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Borboleta! Bom diaaaaa!!!
    Que linda poesia! Nada como um amor que sabe se fazer presente! Nada como acordar e ouvir uma fadinha a lembrar aos quatro cantos sobre a importância disso. Beijos, Amiga! Bom final de semana!
    Ah, adorei os novos links! E que bom saber que vc também achou o Recanto. Eu vou pouco, mas qualquer hora a gente se vê por lá.
    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  3. Taí uma gaucha que gostaria de conhecer vc é linda e seu perfil se encaixa direitinho com o meu. Parabens suas escritas são fortissimas e muito envolventes. Um grande beijo em seu coração...........Escritor amador Jacó.

    ResponderExcluir
  4. VC ESCREVE MUITO BEM!ALEM DISSO O ESPAÇO TA BEM LEGAL.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Copyright © 2005-2013 Carolina salcides. All Rights Reserved. Todos os Direitos Reservados.