Keblinger

Keblinger

Porta Da Alma

Como posso eu
Por você não mais sofrer?
Se tudo conspira contra
Se é impossível
Impossível ter
Impossível esquecer?

Nossos caminhos um dia se cruzaram
Por instantes tão mágicos e intensos.
Ficaram marcados na pele, tatuados
Selados no coração
E na alma.

Você me disse um dia
Que os olhos são a porta da alma.
Nos olhamos, nos apaixonamos
Enlouquecemos
Erramos, aprendemos.
Dividimos experiências.

E você marcou
Lá no fundo da minha alma.
Eu abri a porta
Deveria ter fechado os olhos...
Pelo menos salvaria
A minha alma.

Carolina Salcides

2 comentários:

  1. Gostei da tua poesia! com carinho Cármen Neves

    ResponderExcluir
  2. Lourenço de Oliveira19/3/06 19:13

    "Deveria ter fechado os olhos/Pelo menos salvaria/A minha alma." Se eu soubesse disso antes...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Copyright © 2005-2013 Carolina salcides. All Rights Reserved. Todos os Direitos Reservados.