Keblinger

Keblinger

Eu Ardo!

Eu ardo!
Amo
Exalo
Carrego o fardo
De ser assim
Olho no olho
E intensa até o fim...
De atrair-te
Seduzir-te
Cativar...
Apenas com um olhar.

Eu ardo!
Em amor
Em desejo.
Carrego nos poros
O calor do mundo inteiro.
Uma chama que arde sem doer
Que arrepia minha pele
E me faz sempre querer.
Ouriça meus pêlos
E afaga meus cabelos...

Eu ardo!
O tempo pára
Os pensamentos voam
Meu coração descompassa.
E eu ardo meu corpo inteiro
Pois cada poro do meu corpo
Leva o calor do mundo inteiro.

Carolina Salcides

25 comentários:

  1. Todos nós carregamos algo que nos faz arder, se chama coração, que se
    inflame, e nos consome. Nos deixa em chamas.
    Lindos versos
    Mil Bjos

    ResponderExcluir
  2. Continue ardendo.
    Continue ardente.
    Continue sendo.
    Continue gente.

    Como é boa esta poesia
    que faz arder a alma
    e nos leva a fantasia
    que nos tráz muita calma.

    Parabéns! Parabéns! Parabéns.

    Will

    ResponderExcluir
  3. QUE BELA POESIA AMIGA....
    GOSTOSA DE SE LER...
    E TAMBEM VIAJAR POR ELA...
    FELICIDADES..

    ResponderExcluir
  4. Claudio Antunes Boucinha18/4/06 10:55

    Simplesmente ótima!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela intensidade dos seus versos, transmitem volupia e paixão
    em todas as palavras...

    ResponderExcluir
  6. Espero que a praia tem te feito ultra bem. Amei receber seu e-mail. Ah! eu adoro tudo por aki.

    beijos

    se cuida

    LY

    ResponderExcluir
  7. Felix Ventura19/4/06 00:40

    Carol

    Já sou leitor fiel de teus versos e a cada nova poesia, fico sempre
    surpreendido com a sua capacidade de comunicação.

    Essa poesia é de tocar
    fundo, confesso, poucas pessoas escrevem sobre paixão tão bem quanto
    você.

    Com intensidade, com febre e com ardor tamanhos para incendiar a
    leitura. Parabéns, minha amiga!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Fui obrigado a comentar de novo sobre este poema. Quanto mais o leio mais me encanto.

    Parabéns! mesmooooooooooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!

    Seu amigo poeta

    Will

    ResponderExcluir
  9. Carol, que coisa linda!

    Muito obrigado por esse momento. Adorei seu poema.

    Quanta sensibilidade, senti meu coração arder, rs!

    ResponderExcluir
  10. Querida poetisa Carolina,

    Se mil vezes a lesse, mil vezes comentaria
    Ela tem minha cara. MInha alegria.
    Gostaria que eu pudesse tê-la composto
    Mas Deus em sua infinita sabedoria
    Deu a você,Ele sempre tem bom gosto!
    --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
    Olha, sinceramente não vou comentar todas vezes, senão parecesserá aos
    outros
    que sou meio doido. (na verdade só sou 1/4 de doido)rsrsrsrs

    Mas vc fique sempre sabendo. Tá.

    Seu amigo poeta

    Will

    ResponderExcluir
  11. Olá amada amiga!
    Vim convidar vc pra participar da comemoração de 2 anos do Falando com Coração na segunda-feira dia 24 de abril.
    Sua presença será importante.
    Bom fim de semana cheio de muitas energias positivas.
    Beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
  12. Oi Ká, és ardida como pimenta porque sempre que te leio alguma reação causa em mim. 'As vezes cálida, doce, outras vezes densa, intensa, magma, mulher. Pimenta é assim, deixa algo em minha boca que fere meus sentidos, mais pela ausência...

    ResponderExcluir
  13. DEFINITIVAMENTE EU AMEI ...É A MINHA CARA!!
    EU ARDO EM AMOR

    ResponderExcluir
  14. Cada poro do teu corpo deve transpirar poesia. Pois voce chega a onde quiser com as palvras. Linda a sua poesia. Kolemar Rios

    ResponderExcluir
  15. Carolina ainda é uma menina, com muito talento, Parabéns pela poesia.
    Gostaria que lesse Carolina, Carol e Lá vai minha menina...
    se parece com você a minha menina!

    ResponderExcluir
  16. Carolina, Já na foto tens um olhar ardente...e os "meninos" devem ficar no maior frisson, com esse poema quente e lindo.

    Abraços.Malu

    ResponderExcluir
  17. Olá Carol...Como sempre uma bela poesia!
    Senti o prazer máximo de quem se ama é esplendoroso...E marcante, mesmo que o amor sofra metamorfoses depois. A “fotografia” das horas mais deliciosas fica intacta...Muitas vezes rebusca o ser amado, mesmo que o amor, não esteja mais ali...Bjs Fda peotisa e que teu semana seja maravilhoa,Ju

    ResponderExcluir
  18. ola..
    primeira vez que paço por aqui..
    adorei os poemas e as imagens lindas..
    tambem escrevo mas nao sao exatamente poemas...
    um abraço..
    parabens pelo don...

    ResponderExcluir
  19. Inês Filipa Santos25/4/06 09:14

    Tenho 7 anos, chamo-me Inês e gostei muito do Site. Sou de Portugal e moro em Almada (ao lado de Lisboa). Também quero dizer que gosto muito de Fadas e de borboletas. Adorei o teu trabalho
    Beijinhos
    Inês

    ResponderExcluir
  20. Lindo esse poema... É sempre lindo né?!
    Essa fadinha então, muito legal!
    Ai, eu adoro os seus poemas!

    bjos

    ResponderExcluir
  21. "...Eu me sinto tolo como um viajante pela sua casa, pássaro sem asa, rei da covardia. E se guardo tanto essas emoções nessa caldeira fria, é que arde o medo onde o amor ardia..." Bela poesia, Carolina! Bjs

    ResponderExcluir
  22. Penha Gonçales17/5/06 00:24

    Incrível! Estou feliz por encontrar ente site, me identifiquei muito, são lindas e verdadeiros , os poemas.

    ResponderExcluir
  23. Me senti aquecido pela poesia! Belissíma!
    Sempre que puder estarei passando aqui amo seus textos, são lindos como vc.. como vc é interiormente..
    Beijo no coração!!!
    Luciano

    ResponderExcluir
  24. ah doce fadinha, que encanto és vc
    adoro tudo que escreve, pois sei sai da alma, bejusssssssss

    ResponderExcluir
  25. vou responder você com uma minha

    nos duas
    profanas
    teus gestos
    em minha lingua
    gozo
    sexo
    aconcheguei em conchas você
    e acolhi suas seduções
    intima na selvageria
    seus pecados são meus
    tua pele me queima
    e os meus tesões lhe rasga.

    (bey cerqueira)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Copyright © 2005-2013 Carolina salcides. All Rights Reserved. Todos os Direitos Reservados.